A diabetes na infância merece ser cada vez mais discutida

Como os pais devem lidar com a doença da criança?  

Fonte: Fonte Grupo Sare –  Saúde
Por: Daiana Barasa

Segundo levantamento realizado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em 2013, aproximadamente um terço das crianças entre 6 e 9 anos de idade estão acima do peso, o que A diabetes na infância merece ser cada vez mais discutidaconsequentemente abre portas para diversos problemas de saúde como a diabetes.

Os pais devem ficar atentos a alguns sintomas que podem surgir como: excesso de sede; vontade de urinar com mais frequência e perda de peso.

Mas quando a criança já é diagnosticada portadora de diabetes, algumas atitudes precisam ser exercitadas tanto pela criança quanto pelos pais.

Não é fácil diante de um mercado alimentício “não-saudável” e tão atraente aos olhos impor a uma criança de 9 anos de idade, por exemplo, uma brusca transformação de hábitos, mas é fundamental que haja diálogo, e mais do que isso, que os pais a incentivem a se preocupar e cuidar da própria saúde.

Conheca Viva Zero

Quando há a necessidade de aplicação insulínica, é importante implantar na criança a responsabilidade de respeitar horários, de entender como a aplicação é realizada, isso por que ao longo da vida, a criança deverá cuidar de si mesma, por isso é fundamental que exercite o autocontrole dos níveis de glicemia.

A participação da família no tratamento da criança é primordial, muitas vezes, os maus hábitos alimentares são disseminados desde a infância e quando um diagnóstico de diabetes surge na família, pode representar um ponto de partida para uma mudança de estilo de vida, para uma vida mais saudável.

Em muitos casos, é fundamental que haja acompanhamento psicológico à criança, isso por que mudanças de hábitos serão cruciais e nem sempre a criança consegue compreender e aceitar a doença. A integração da criança com outros portadores de diabetes da mesma faixa etária também é importante para que troquem experiências e até mesmo para que se sinta mais motivadano próprio tratamento.

A superproteção dos pais pode prejudicar muito o filho (a) na disciplina e sucesso do tratamento, é importante dar liberdade e todo o suporte de informações sobre a doença, assim será possível implantar na mente da criança a valorização à própria saúde.

O site Diabete.Com.Br avisa: As informações contidas neste site não se destinam ou implica a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Todo o conteúdo, incluindo texto, gráficos, imagens e informações, contidos ou disponíveis através deste site são apenas para fins informativos gerais. As opiniões expressas aqui são as opiniões de escritores, colaboradores e comentaristas, e não são necessariamente aqueles de Diabete. Com.Br. Nunca desconsidere o conselho médico profissional ou demorem a procurar tratamento médico por causa de algo que tenha lido ou acessado através deste site.