Campanha alerta brasileiros sobre as complicações e sintomas da diabetes

No Brasil, 13,5 milhões de pessoas sofrem de diabetes.
Sociedade Brasileira de Diabetes vai fazer uma série de ações.

Fonte: Jornal Hoje
Edição do dia 21/10/2013Campanha alerta brasileiros sobre as complicações e sintomas da diabetes
Por: Luciane Kohlmann – Porto Alegre

Até o fim do ano, a Sociedade Brasileira de Diabetes vai fazer uma série de ações para alertar a população sobre a doença. No Brasil 13,5 milhões de pessoas sofrem de diabetes; 90% têm diabetes tipo dois, que é mais comum em pessoas acima de 40 anos. O que preocupa os médicos é que a metade dos diabéticos não sabe que tem a doença.

Conheca Viva Zero

Depois que descobriu que sofria de diabetes tipo dois, o engenheiro civil Carlos Alberto Denti cortou os doces na hora dos lanches pela fruta. Hoje, aos 50 anos, ele encara com naturalidade o controle da doença. O kit para medir o nível de glicose no sangue é companhia obrigatória. “Tive que fazer mais atividade física, bicicleta, caminhada. A alimentação, a gente optou por alimentos mais naturais e menos calóricos”, diz.

É importante também não abusar dos carboidratos, como batatas, massas e arroz, porque após a digestão eles se transformam em açúcar. O ideal é escolher apenas um deles e completar o prato com uma porção de proteína, como uma carne grelhada, grãos e muita salada.

A insulina, substância produzida pelo pâncreas, transforma a glicose em energia para o corpo. A diabetes tipo um destrói as células do pâncreas, reduzindo a produção de insulina. Ou seja, sobra açúcar no sangue. A doença costuma atingir crianças e adolescentes e os principais sintomas são sede, perda de peso e excesso de urina.

Já a diabetes tipo dois está ligado ao fator genético, à obesidade e ao sedentarismo. Adultos com mais de 40 anos sofrem mais da doença. Os sintomas são semelhantes aos do tipo um, mas raramente aparecem.

É isso que preocupa os médicos. “Por ter poucos sintomas, os indivíduos, as pessoas não se alertam para isso, não fazem exame de sangue e vão descobrir já com alguma complicação crônica da diabetes, como a amputação de um membro inferior, o início de perda visual”, explica o presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes Balduíno Tschiedel.

A receita é fazer exames regulares e atividade física, trinta minutos, três vezes por semana. Mexer o corpo estimula a ação da insulina, reduzindo o nível de açúcar no sangue.