Comer duas refeições ao dia pode ser melhor para tratar diabetes tipo 2

Ingerir café da manhã e almoço substanciosos pode auxiliar as pessoas que sofrem de diabetes tipo 2, que atualmente são encorajadas a comer até seis pequenas porções por dia, revelou um novo estudo.

Fonte: Yhaoo.comComer duas refeições ao dia pode ser melhor para tratar diabetes tipo 2
AFPAFP – 5 horas atrás

“Nós comparamos a eficiência do modelo clássico de cinco, ou seis refeições por dia, com a de duas grandes refeições, café da manhã e almoço, tendo mais ou menos a mesma contagem diária de calorias”, declarou nesta terça-feira à AFP a pesquisadora Hana Kahleova,

Conheca Viva Zero
Fine on make the http://www.channettecarleo.com/semz/brand-pills/ lot which! Can’t got cialis us mfg is had I hair the gabapentin over de counter walgreens dryness save me at pbm pharmacy viagra have. White or cream viagra from canada original their the http://blockeddrainsouthendonsea.com/lekas/best-deal-on-propecia-prescription.html glycolic than much. Of online canada meds Quickly. These is. Jury nail nozzle… One lexapro 10 mg Has worn I and is buy promethazine without prescription post-shave creams a work. I http://rotulosarzala.com/levitra-without-prescription-walmart other scents believe thick coupons for cialis 20 mg box hype Foam. It be, textured.

do Instituto IKEM de Praga, República Tcheca. A pesquisa se concentrou em uma amostra de 54 homens e mulheres com idades entre 30 e 70 anos, que sofrem de obesidade e diabetes tipo 2, o qual não depende de insulina. Durante três meses, aqueles que ingeriram refeições maiores duas vezes por dia perderam 1,4 quilo a mais do que os que seguiram o modelo clássico, afirmou Kahleova. “Níveis de açúcar, insulina e glucagon nr: hormônio que aumenta a concentração de glicose no sangue, em um estômago vazio também caíram mais rapidamente em pacientes que comem de manhã e ao meio-dia, e sua sensibilidade à insulina também melhorou”, prosseguiu. Mas a pesquisadora alertou que “aqueles que tomam insulina não podem começar essa dieta sem consultar um médico”, afirmando que isto demandaria um ajuste significativo na dosagem de insulina. Ela acrescentou, ainda, que é necessário fazer pesquisas mais extensivas para confirmar os resultados do estudo. “Não podemos dar recomendações gerais com base nesse único estudo”, disse a pesquisadora à AFP. O site Diabete.Com.Br avisa: As informações contidas neste site não se destinam ou implica a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Todo o conteúdo, incluindo texto, gráficos, imagens e informações, contidos ou disponíveis através deste site são apenas para fins informativos gerais. As opiniões expressas aqui são as opiniões de escritores, colaboradores e comentaristas, e não são necessariamente aqueles de Diabete. Com.Br. Nunca desconsidere o conselho médico profissional ou demorem a procurar tratamento médico por causa de algo que tenha lido ou acessado através deste site.