Cuidados com a saúde das crianças no carnaval

Crianças com menos de um ano devem ser postas longe de aglomerações

Fonte: minhavida.com.br
Por: Sylvio Renan – PEDIATRA ESPECIALISTA MINHA VIDA
ARTIGO DE ESPECIALISTA – PUBLICADO EM 25/02/2014

O Carnaval está chegando. Apesar de muita alegria e dCuidados com a saúde das crianças no carnavalescontração, não podemos deixar de ter alguns cuidados, principalmente com as crianças.

O Carnaval é também um excelente momento para estimular nossas crianças, que podem participar da festa, socializar-se e descontrair-se. Mas atenção! Não descuide dos pequenos em locais de grandes aglomerações, observe se há excesso de barulho e não se esqueça da alimentação e hidratação dos baixinhos. Estas são algumas dicas importantes, para que você e seus filhos aproveitem a festa de forma mais tranqüila.

Para crianças abaixo de um ano de idade, aconselho que não frequentem festas, bailes e blocos de rua, uma vez que o sistema imunológico delas ainda não está totalmente desenvolvido, o que pode facilitar a contaminação por vírus e bactérias potencialmente presentes em locais de grandes aglomerações, além de provocar grande excitação, levando a distúrbios do sono.

Crianças gostam de correr, pular e explorar o ambiente que as cerca e, considerando-se que elas podem se perder no meio da aglomeração, o ideal é que usem uma pulseira de identificação, onde conste o seu nome completo ou do responsável que esteja presente no local, além de telefone celular do adulto.

Conheca Viva Zero

O Carnaval ocorre em pleno verão brasileiro, com dias quentes e úmidos, que aumentam a sudorese. Qualquer atividade física deve ser moderada nesta situação, evitando a desidratação e quedas de pressão arterial, entre outros problemas. É preciso que a criança, ao cair na folia, seja orientada para ingerir bastante líquido, de preferência água, e com freqüência. Quando em local aberto (praias, ruas, sambódromos, etc.), deve-se passar protetor solar e, mesmo com seu uso, evitar a permanência por tempo prolongado sob o sol, principalmente no período entre às 10h e 16 horas. Chapéu e bonés também ajudam a protegê-los do sol.

Prefira roupas ou fantasias leves, de cores claras, folgadas no corpo e que permitam a circulação do ar, como camisetas de tecidos que drenam o suor para o lado externo da roupa, possibilitando uma melhor eliminação do suor, conforto e eficiência na refrigeração do corpo.

Atenção ainda em relação ao nível do ruído sonoro a que a criança estará exposta, pois quando exagerados, podem contribuir para problemas de audição. E, para os mais crescidinhos, muita orientação para NÃO ingerirem bebidas alcoólicas, não aceitarem nada oferecido por estranhos e procurar por você ou por uma autoridade policial diante qualquer suspeita de assédio.

Seguindo essas dicas bem simples, pais e responsáveis garantirão a folia dos baixinhos e a sua própria tranquilidade também.

O site Diabete.Com.Br avisa: As informações contidas neste site não se destinam ou implica a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Todo o conteúdo, incluindo texto, gráficos, imagens e informações, contidos ou disponíveis através deste site são apenas para fins informativos gerais. As opiniões expressas aqui são as opiniões de escritores, colaboradores e comentaristas, e não são necessariamente aqueles de Diabete. Com.Br. Nunca desconsidere o conselho médico profissional ou demorem a procurar tratamento médico por causa de algo que tenha lido ou acessado através deste site.