Diabetes e Gravidez

Planejando uma Gravidez

diabetes e gravidezSe você é diabética, você pode ter uma gravidez com sucesso. Devido aos avanços das pesquisas, conhecimentos, e controle da diabetes, a perspectiva para as mulheres grávidas com diabetes é melhor hoje do que uma geração atrás. Todavia, existem os desafios a enfrentar. Ao decidir ter uma criança, você e seu companheiro devem entender que uma gravidez de uma pessoa diabética envolve:

  • Um extra esforço e compromisso
  • Um excelente controle de açúcar no sangue
  • Educação em todas áreas da administração da diabetes
  • Recursos financeiros para exames laboratoriais e testes médicos caso necessário.

Antes da Gravidez

Se seu açúcar no sangue está sob bom controle e você não tem nenhum outro problema de saúde, você não deve ter mais dificuldade em ficar grávida do que qualquer outra mulher que não tenha diabetes. Para se preparar para uma gravidez saudável, você deve:

  • Monitorar seu açúcar no sangue. Se não está fazendo este controle no momento, fale com seu médico sobre o controle de glicose no sangue.
  • Tenha seu açúcar no sangue em excelente controle antes de engravidar. Estudos têm mostrado que o controle de açúcar no sangue 6 meses antes da concepção, assim como durante toda a gravidez, reduz a incidência de nascimentos com problemas.
  • Tenha seu peso ideal antes de engravidar. Estar acima do peso pode complicar tanto a diabetes quanto a gravidez.
  • Escolha uma boa equipe médica que deverá ter um(a) ginecologista com experiência em pacientes com diabetes, seu médico endocrinologista, (que talvez indique um nutricionista), e um(a) pediatra no último mês de gravidez.
  • Planeje ter seu bebe num hospital bem equipado e com boas instalações para monitoramento e testes.

Cuidados Médicos Durante a Gravidez

Testes extras de sangue e urina

Diabetes gestacional pode se desenvolver durante a gravidez (quando a mulher não é diabética). É necessário um bom controle alimentar, um cuidadoso controle do açúcar no sangue, e, algumas vezes, é preciso aplicação de injeção de insulina. Apesar deste tipo de diabetes normalmente desaparecer quando termina a gravidez, mulheres que a tem, correm um grande risco de desenvolver diabetes tipo 2 no futuro.

Controlar os níveis de  açúcar no sangue durante esse período é muito importante. Seu médico deverá orientá-la a testar seu sangue e urina com mais freqüência durante a gravidez.

Conheca Viva Zero

Insulina

Início: Suas necessidades de insulina podem diminuir nesta fase. Isto acontece porque o feto, em rápido desenvolvimento, está removendo uma alta taxa de glicose do seu corpo. Também, o enjôo matinal tira seu apetite, e conseqüentemente a necessidade de insulina será reduzida.

Fase adiantada: Com o progresso da gravidez a necessidade de insulina aumentará. Algumas mulheres podem precisar dobrar as dosagens de insulina.

Mantenha os registros diários e informe mudanças: Qualquer mudança nos níveis de açúcar no sangue e necessidades de insulina, episódios de baixa ou alta da glicose devem ser comunicados ao seu médico imediatamente.

Dieta: Uma dieta bem controlada é muito importante para sua saúde e também para o bebe em desenvolvimento. Você precisará de um planejamento alimentar personalizado, e  você terá que avaliar e ajustar este planejamento durante os meses de gravidez.

Adicionar lanches às três refeições regulares, evitará níveis extremos de açúcar no sangue e prover o bebê a um constante abastecimento de nutrientes.

Hipoglicemia, Infecções e Cetonas

Com a gravidez pode aumentar a freqüência de hipoglicemia (baixo açúcar no sangue) e a presença de cetonas na urina. Mantenha seu médico informado. Algumas mulheres com diabetes também podem apresentar levemente infecções de pele, vaginal e no trato urinário. Cuidando, esses não devem se transformar em grandes problemas.

Parto

Muitos médicos que cuidam de mulheres grávidas com diabetes fazem o parto antes da data prevista, por indução ou por uma cesariana.

Mulheres diabéticas podem ter um parto normal se a gravidez transcorreu sem complicações e tudo está normal. Todavia, como os bebês de mulheres diabéticas podem nascer grandes, pode ser necessária a cesariana.

Após o Nascimento do Bebê

Consideração Genética: O bebê terá diabetes?

Apesar de pesquisadores afirmarem que existe um componente genético para os dois tipos de diabetes, isto não quer dizer que seu bebê terá diabetes. Todavia, deve-se dar atenção aos sintomas.

Amamentação

Não há razão para uma mulher saudável e diabética não poder amamentar seu bebê.

Um lanche antes de amamentar: Como amamentar pode causar uma queda repentina de glicemia, beba um copo de leite antes de alimentar o bebê para manter o açúcar no sangue controlado.
Mantenha o consumo de líquidos e calorias: Quando você amamenta, você pode precisar aumentar seu consumo de líquidos e calorias para suprir as calorias usadas para produzir o leite.
Infecções secundárias: Qualquer sinal de dor ou vermelhidão em volta dos mamilos ou dos próprios seios deve ser informado ao médico imediatamente. Uma infecção secundária pode ser tratada rapidamente com antibióticos, e normalmente não é preciso parar com a amamentação.

Antes de engravidar procure seu médico endocrinologista para que haja um planejamento adequado e para tirar todas as dúvidas.

Fonte: Juvenile Diabetes Research Foundation International