Diabetes e Hipertensão

A ADA – Associação Americana de Diabetes atualiza regularmente as diretrizes para os médicos tratarem  o diabetes. A última recomendação discutida e recomenda por essa Associação foi sobre hipertensão em diabéticos.

“Administrar a Hipertensão em Adultos com Diabetes” é a recomendação que a ADA dá para controlar pressão alta no sangue (hipertensão) para adultos que têm diabetes, mas não estão grávidas.

Pressão alta no sangue é um problema comum entre pessoas com diabetes. Pesquisadores acreditam que de 20% a 60% das pessoas com diabetes têm em a pressão de 140/90 mmHg ou mais. (A última recomendação do governo americano define pressão alta no sangue de 120/80 mmHg ou maior).

Diabetes e hipertensãoPressão alta no sangue é um assunto muito sério. Ela é responsável pelo risco de aumento de ataque no coração e derrame, assim como as complicações do diabetes: danos na visão e nos rins.

As pessoas podem reduzir esses riscos seguindo certos passos para reduzir a pressão alta no sangue. Mudanças no estilo de vida podem ajudar a baixar a pressão, como:

  • Perder peso
  • Reduzir a quantidade de sal na dieta
  • Comer alimentos ricos em frutas, vegetais, e produtos derivados do leite de baixa calorias
  • Comer alimentos de baixas gorduras saturadas e totais, pois eles contêm grandes quantidades de colesterol, prejudicial à saúde
  • Não fumar
  • Tomar bebidas alcoólicas com moderação
  • Se exercitar moderadamente (por exemplo, 30 a 45 minutos de caminhada ativa na maioria dos dias da semana)
  • Evite a tensão.

Há também diversos medicamentos que podem baixar a pressão arterial.

http://www.supersaudavelshopping.com.br/produtos/diabetes

A ADA recomenda que os médicos meçam a pressão arterial em toda visita de rotina do paciente. Quando uma pessoa tem pressão arterial sistólica (o maior número) de 130 mmHg ou acima ou uma pressão arterial diastólica (o menor número) de 80 mmHg ou acima, ela deve voltar um outro dia para medir novamente a pressão arterial.

As pessoas devem também ter sua pressão arterial medida quando em pé se houver razões para o médico suspeitar que há algum dano no sistema nervoso.

A ADA recomenda que a pressão arterial sistólica em pessoas com diabetes seja menor que 130 mmHg e a pressão arterial diastólica menor que 80 mmHg.

A ADA ainda aconselha que as pessoas com pressão arterial sistólica confirmada de 130 à 139 mmHg ou com pressão arterial diastólica confirmada de 80 à 89 mmHg deveriam mudar o estilo de vida por três meses. Se isto não mudar a pressão arterial para abaixo de 130/80 mmHg, então um medicamento deve ser adicionado. O mesmo deverá ser prescrito pelo médico assistente.

Pessoas que têm pressão arterial sistólica de pelo menos 140 mmHg ou pressão arterial diastólica de pelo menos 90 mmHg deveriam iniciar ambos: mudar o estilo de vida e tomar medicamento. Muitos medicamentos ajudam a reduzir problemas das artérias e do coração em pessoas diabéticas.

A maioria das pessoas com diabetes e pressão arterial alta muitas vezes necessitam tomar dois, três, ou mais remédios para manter a pressão arterial abaixo de 130/80 mmHg. Alguns destes remédios necessitam monitoramento constante da função dos rins e dos níveis de potássio plasma.

A pressão arterial em pessoas idosas deveria ser baixada vagarosamente.

Se uma pessoa tem uma doença significativa nos rins ou não consegue uma pressão arterial abaixo de 130/80 mmHg  mesmo tomando três remédios, o médico assistente deve encaminhá-la a um médico especialista em pessoas com pressão arterial alta.

Fonte:ADA   www.ada.org
Share on FacebookShare on Twitter+1Share via emailShare on LinkedInPin it on Pinterest