Leguminosas alimentos simples e saudáveis

A dieta é considerada um dos fatores mais importantes no controle da diabetes.

Há 2 tipos de diabetes. A diabete tipo 1, quando o corpo não produz mais insulina. Ocorre mais Leguminosas alimentos simples e saudáveisem crianças e jovens, e representa de 5% a 10% dos casos. A diabete tipo 2, que representa de 90% a 95% dos casos, é uma desordem do metabolismo resultante da inabilidade do corpo em produzir insulina suficiente ou usa-la apropriadamente. Geralmente ocorre após os 35 anos, apesar de pesquisadores afirmarem que na última década a diabetes tipo 2 aumentou perto de 70% entre pessoas próximas aos 30 anos.

Genética, obesidade, dieta inapropriada e falta de exercícios podem ser as causas principais para o aumento da diabetes tipo 2.

Pessoas com diabetes têm um grande aliado nas leguminosas (feijão, vagem, fava, sementes em forma de feijão, grão de bico, lentilhas, etc…). Considerados  vegetais e fontes de proteína, as leguminosas possuem a combinação perfeita de nutrientes que se ajustam adequadamente na dieta do diabético.

Leguminosas, junto com outros vegetais e grãos, são achados no maior grupo de alimentos da Diabetes Food Pyramid para diabéticos feita pela American Diabetes Association (ADA).

As leguminosas são consideradas componentes benéficos na dieta do diabético porque são ricas em fibras e carboidratos complexos, e gordura e sódio baixos. Uma dieta rica em fibras ajuda a controlar a diabetes e a manter níveis saudáveis de glicose no sangue. E mais, a digestão das leguminosas é mais vagarosa que a dos carboidratos simples – uma boa maneira de controlar os níveis de glicose no sangue.

Conheca Viva Zero

Leguminosas são boas também para a boa saúde do coração

As leguminosas com baixa gordura, ainda têm fibras solúveis e folato, dois importantes componentes que ajudam a reduzir os ataques do coração. A fibra solúvel se liga com o colesterol e baixa os níveis do mesmo, ajudando assim a prevenir o entupimento das artérias.

O folato é uma vitamina B muito importante que protege contra ataques do coração, derruba o aminoácido chamado homocisteína. De acordo com estudos feitos por médicos, alto nível de homocisteína no sangue e inadequado número de folato na dieta pode triplicar o risco de ataque do coração.

Outro estudo feito recentemente na Tulane University em New Orleans, descobriu que pessoas que comiam os diversos tipo de leguminosas ao menos 4 vezes por semana, tinham 19% a menos de chances de ataque do coração, do que aquelas que comiam 1 vez por semana.

As leguminosas são considerados  alimentos versáteis, que podem ser facilmente introduzidos no cardápio. São baratos, ricos em nutrientes e fáceis de cozinhar.

Por ser um vegetal rico em proteínas, a leguminosa pode ser o prato principal, ou pode ser um acompanhamento. Devido à sua digestão lenta, ela é boa no controle do apetite.

Comendo leguminosas, você evita a sensação de privação que resulta de outras dietas.

“Chefs”muito criativos da Bean Education and Awareness Network (B.E.A.N) desenvolveram receitas deliciosas (com diversos tipos de leguminosas), que podem fazer parte da dieta do diabético com muito sucesso.

Visite a B.E.A.N. web site para obtê-las (em inglês)

www.americanbean.org