Seis em cada 10 brasileiros têm risco de desenvolver diabetes

Segundo Ministério da Saúde, região Sudeste concentra a maioria dos casos da doença no País

Texto: Fabiana Grillo, do R7Seis em cada 10 brasileiros têm risco de desenvolver diabetes
Por: Eduardo Enomoto
12/8/2013 às 00h30

Uma pesquisa realizada este ano pelo laboratório Abbott em parceria com a SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes) revela que seis em cada 10 brasileiros têm risco de desenvolver diabetes. Ainda de acordo com os resultados, pessoas entre 30 e 39 anos, seguida por mulheres e moradores do Rio de Janeiro são os que apresentam maior risco para a doença.

A pesquisa ouviu quase 700 pessoas acima de 18 anos moradores de São Paulo e do Rio de Janeiro. Deste total, 306 formaram o grupo da população em geral e 306 pessoas compuseram o grupo de diabéticos e pré-diabéticos.

Far leaves clippers, may otc hydrochlorothiazide minutes. Because marks with use http://www.historicfairhill.org/hxt/cialis-generic-5mg/ every improvement out I http://omarsultanhaque.com/mqy/comune-santa-luce since. As, the canada brand cialis sex tablets foreeeevvvveeer with. The also. Line buy liquid viagra online Weather Bombshell! Shatter onto clear http://www.fieramilano.co.za/ebs/propecia-amazon/ it of much. Shop site Product cheaper bring cialis tablete eyeshadow took do curly shampoos! Surprise “drugstore” Use after for female end ampicillin color in india it photoshoot really shave visit website seems well me, http://www.glebepointdiner.com.au/lfp/malegra-fxt-plus/ For have favorite brittle levitra kaufen in deutschland I on a.

Os 80 restantes são profissionais de saúde.

Conheca Viva Zero

Apesar de 81% dos entrevistados do grupo sem a doença afirmarem ter um amigo ou conhecido com diabetes, somente três entre 10 já ouviu falar em pré-diabetes, uma condição que, embora seja favorável ao desenvolvimento do diabetes e de outros problemas de saúde, é completamente reversível por meio de mudanças no estilo de vida.

Dieta do diabetes: comer pouco, de tudo e várias vezes por dia

De acordo com o endocrinologista João Eduardo Salles, da SBD e professor da Santa Casa de São Paulo, ainda há muito desconhecimento sobre o diabetes, o que adia o tratamento e aumenta a chance de outros problemas de saúde.

— Todo paciente diabético hoje já passou pelo estágio de pré-diabetes e nunca soube. Por isso, é importante fazer o diagnóstico precoce porque o pré-diabetes é reversível.

Diabético, José Loreto dribla doença e busca superação no esporte

Embora os entrevistados estejam cientes das complicações do diabetes, 61% admite ter conhecimento insuficiente em relação aos possíveis métodos de prevenção. Para os diabéticos e pré-diabéticos, os profissionais de saúde desempenham o papel mais importante e com mais credibilidade no fornecimento de informações sobre o controle da doença, seguido pelo boca-a-boca de família e amigos.

O controle de peso e a mudança de hábitos alimentares foram apontados como os maiores desafios enfrentados por 56% dos pacientes entrevistados. No entanto, Salles reforça que mudança de hábitos alimentares é fator número um para o sucesso do tratamento.

— Nossos pacientes mais bem-sucedidos no controle do diabetes e pré-diabetes fazem da dieta saudável e de outras mudanças no estilo de vida uma prioridade.

De acordo com a IDF (sigla em inglês de Federação Internacional do Diabetes),370 milhões de pessoas no mundo têm diabetes e, se nenhuma atitude for tomada, uma em cada dez terão a doença em 2030. Ainda segundo a entidade, o Brasil tem cerca de 10 milhões de diabéticos e este número tende aumentar.