Anabolizantes são contra-indiciados para diabéticos

Ninguém duvida de que fazer exercícios é um hábito saudável.

Fonte: starbem.com.br

 Mas a busca da boa forma pode se tornar uma obsessão e levar não só à prática exagerada de uma atividade física como também ao uso de medicamentos ou fórmulas que aceleram o ganho de massa muscular, mas que, em contrapartida, geram problemas de saúde.Anabolizantes são contra-indiciados para diabeticos

Conheca Viva Zero

“Em função dos efeitos colaterais, não é recomendado de forma nenhuma que o atleta use anabolizantes. Esses hormônios só devem ser indicados para quem tem deficiência na sua produção e não se pode aceitar que eles sejam usados por quem tem a produção normal” afirma a especialista em endocrinologia e exercícios Ana Cláudia Ramalho, ela própria diabética e esportista. Além disso, existem inúmeras restrições éticas e legais apontadas por organismos reguladores da prática esportiva a nível nacional e internacional.

“Quem busca o anabolizante para ajudar a ganhar massa geralmente emprega hormônios como a testosterona. Com isso, a pessoa aumenta seu desempenho, mas passa a conviver com alguns inconvenientes e problemas. Se for mulher, vai ter sua voz engrossada e distúrbios na menstruação, uma vez que está tomando um hormônio masculino. A longo prazo, outro efeito que pode surgir é a osteoporose”, explica a endocrinologista.

No homem, esse anabolizante pode atrofiar os testículos, causando infertilidade, impotência e diminuição da libido. É muito comum, também, que o anabolizante aumente a mama e por isso acontece que algumas pessoas, querendo diminuir esse efeito, passem a usar medicamentos que são indicados para o câncer de mama.