Hipertensão, colesterol alto, cigarro e diabetes aumentam risco cardíaco

Bem Estar desta segunda-feira (15) deu dicas para proteger o coração.
A partir dos 40 e 50 anos, chances de problemas são maiores; entenda.

Fonte: Bem Estar – Do G1, em São Paulo
15/09/2014 10h38 – Atualizado em 15/09/2014 11h51

Será que você presta atenção e cuida do seu coração do jeito que devia?  No Bem Estar desta Hipertensão, colesterol alto, cigarro e diabetes aumentam risco cardíacosegunda-feira (15), os cardiologistas Roberto Kalil e Marcelo Sampaio alertaram que é fundamental proteger a saúde cardíaca e deram dicas para evitar doenças.

Conheca Viva Zero

De acordo com o médico Roberto Kalil, é importante lembrar que a partir dos 40 ou 50 anos, as chances de algum evento cardiovascular aumentam, tanto nos homens como nas mulheres.

Se o paciente fuma, tem hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade, os riscos podem ser ainda maiores.

No caso da pressão alta, o risco sobe em 30%, como alertou o cardiologista Marcelo Sampaio. Geralmente, não há sintomas, mas pode ser que a pessoa sinta dor de cabeça e dor na nuca e na região dos olhos.

O cardiologista Roberto Kalil alerta que é fundamental procurar um médico para tratar a pressão o quanto antes, para diminuir os riscos de problemas, como infarto e derrame cerebral, pro exemplo.

Se o paciente for um hipertenso leve, pode ser que apenas uma mudança de hábitos, com atividade física regular e dieta equilibrada, já ajude a melhorar. Em casos mais graves, pode ser que ele precise de medicamentos.

O site Diabete.Com.Br avisa: As informações contidas neste site não se destinam ou implica a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Todo o conteúdo, incluindo texto, gráficos, imagens e informações, contidos ou disponíveis através deste site são apenas para fins informativos gerais. As opiniões expressas aqui são as opiniões de escritores, colaboradores e comentaristas, e não são necessariamente aqueles de Diabete. Com.Br. Nunca desconsidere o conselho médico profissional ou demorem a procurar tratamento médico por causa de algo que tenha lido ou acessado através deste site.