Insulina Inalável – Já é uma realidade?

A resposta por mais surpreendente que pareça, é sim.

Entretanto, não é possível adquirí-la em uma farmácia, associação de diabetes ou loja especializada, pois a Insulina Inalada ainda está em fase de teste.

Diferente do que normalmente ouvimos sobre suprimentos para diabetes que estão em fase de teste, que ninguém nunca viu, poucos têm alguma informação confiável e que aparecerão no mercado em 10 ou 20 anos, a Insulina Inalada já está em fase final de testes e muitas pessoas já estão usando, dentro de protocolos de pesquisa.

insulina inalávelNo Brasil, a Insulina Inalada que está sendo testada é a EXUBERA, a qual já estou usando há aproximadamente 6 meses.  Os investimentos em Insulina Inalada pelo mundo são muito grandes e já existem, pelo menos, quatro diferentes marcas sendo testadas, que são as seguintes:

EXUBERA – Insulina inalada em pó, desenvolvida pela Aventis, Pfizer Pharma em cooperação com a Inhale Therapeutics System.
AERx– Insulina humana líquida em aerosol, desenvolvida pela Novo Nordisk e Aradigm Corporation.
AIR –Droga com tecnologia de dispersão pulmonar, desenvolvida pela Eli Lilly e Alkermes.
AERODOSE – Micropartículas secas dispersas por um sistema de  cartuchos, desenvolvida pela Aerogen, Disetronic e Pharmaceutical Discovery.

Decepcionando a expectativa de muitos, a Insulina Inalada não substitui todas as aplicações de insulina, porque esse tipo de insulina é de ação exclusivamente ultra-rápida, como a lispro ou aspart, obrigando seus usuários a continuarem se aplicando a insulina de ação lenta ou basal (NPH, L, U).

Conheca Viva Zero

Insulinas inaláveis de ação lenta ainda estão em fase de testes mais atrasados. De qualquer forma, para quem prefere evitar algumas aplicações, a Insulina Inalada acaba sendo uma boa opção.

Contudo, o uso dessa insulina não é para qualquer um. Para participar do protocolo de pesquisa é necessário passar por uma série de testes, como o de capacidade pulmonar. Assim, quem tem uma baixa capacidade pulmonar não pode utilizar esse tipo de insulina.

Uma dúvida muito freqüente, também, é a forma de inalação. A Insulina Inalada não é aspirada por via nasal e, sim, por via oral. Quanto aos efeitos colaterais, posso dizer que no meu caso, ao começar a usar essa insulina, como deve ocorrer com a maioria, houve algum incômodo, como: tosses ao inalar e dificuldade de inalar quantidades um pouco maiores. Porém, depois de um mês meu organismo já estava totalmente adaptado e aceitando a inalação sem incômodos.

Mas então, por que a Insulina Inalada ainda não está sendo comercializada? Diversos testes por todo o mundo já foram realizados, o que nos deixa mais tranqüilos em fazer parte do protocolo, e não houveram intercorrências graves descritas.

Contudo, para a aprovação final, está sendo realizado este teste em diversos países do mundo, durante dois anos, para certificar, de uma vez por todas, que o uso prolongado da Insulina Inalada é seguro.

Assim, ficamos aguardando e torcendo para que em breve essa nova possibilidade de tratamento do diabetes seja aprovada e esteja disponível para todos.

Fonte: Jornal da ADJ      www.adj.org.br
Colaboração: Mark Thomaz Ugliara Barone (Diretoria Jovem da ADJ)    www.adjjovem.kit.net